DPT de Itabuna Pede Socorro à Prefeitura...

Diante de alguns problemas que dificultam o andamento do trabalho no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Itabuna, a perita criminal do DPT, Márcia Valéria, solicitou ajuda da Prefeitura Municipal para solucionar as principais questões. O secretário da Administração, Gilson Nascimento, esteve no órgão, na quarta-feira (04), acompanhado de funcionários da Prefeitura e da Emasa, transmitindo a intenção do prefeito Capitão Azevedo, de prestar socorro para evitar que o DPT tenha seu funcionamento interrompido.

Durante a visita, ficou decidido que requisitos básicos indispensáveis para o funcionamento da unidade serão atendidos com urgência. O secretário frisou que a Prefeitura está atendendo ao pedido do DPT, para evitar a paralisação das atividades. “Apesar de o DPT ser um órgão vinculado ao Estado, nós estamos atendendo às solicitações dentro das possibilidades administrativas e legais, já que não podemos deixar a população sem o serviço”, frisa o secretário.

A Emasa, juntamente com o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Antônio Marcelino, irá analisar a reativação de um poço artesiano existente no local, que tem capacidade de fornecer cerca de 2 mil litros/hora. “A água do poço poderá ser utilizada nos banheiros e para a necropsia, pois não é recomendável para o consumo humano”, explicou o diretor-técnico da Emasa, Marcos Habib.

Os funcionários da empresa ainda vão verificar a existência de uma provável rachadura no reservatório, bem como observarão a capacidade de reserva de água, para assim avaliar a necessidade de ampliação do tanque. Também serão realizadas análises periódicas da água.

Quanto à viabilização de profissionais para desempenhar a função de auxiliar de necropsia, estão ocorrendo gestões para que a Secretaria Municipal de Saúde possa oferecer o material humano. Para isto, entretanto, serão avaliados os limites legais relacionados à gestão de pessoal.