Feira mostra resultados da alfabetização cientifica...

Abrindo as portas à visitação de pais e demais membros da comunidade, seis escolas da rede municipal de ensino de Itabuna estão apresentando através da Feira de Ciência e Tecnologia os resultados do Projeto Lego de Alfabetização Cientifica implementado pela Secretaria da Educação. A mostra, que aconteceu na quinta e sexta-feira (dias 5 e 6), reuniu trabalhos construídos em sala de aula pelos alunos das escolas com a utilização

Abordando a temática “ecologia”, o Instituto Teosópolis, no bairro da Conceição, levou ao conhecimento da comunidade o aprendizado desenvolvido a partir da interação com a tecnologia. Com muita desenvoltura, os alunos explicavam aos visitantes questões como desmatamento e reflorestamento, animais em extinção, poluição ambiental, uso racional dos recursos naturais, a contribuição e também os males causados pela tecnologia ao meio ambiente.

Expondo modelos de hidrômetros, a maquete de um rio poluído e cartazes, as alunas Amanda Magalhães, Lorena Blowen e Amanda Pereira, ao lado de seus colegas, tinham na ponta da língua a receita certa para evitar o desperdício e a falta de água no planeta. “Não podemos poluir os rios e lagos jogando lixo em suas margens e em seu leito, porque se não mudarmos de atitude a água poderá acabar e estaremos comprometendo a nossa vida no planeta”.

Numa outra mesa, um grupo de alunos da 4ª série mostrava termômetros, barômetros, microscópio, satélites e plataformas de petróleo, contextualizando o uso desses equipamentos no estudo dos impactos ambientais causados pela interferência humana, destacando a questão do aquecimento global. Para a professora Mônica Bispo, a Feira foi um o momento muito singular para aproximar a comunidade da escola e, ao mesmo tempo, permitir que a escola apresente o resultados do trabalho tecnológico feito com o Lego.

Na mostra organizada pela Escola Luiz Viana Filho, no bairro Santo Antonio, o tema abordado foi a Energia como fonte de beneficio para a vida dos seres humanos. Já na Escola Humberto Castelo Branco, da Califórnia, os alunos destacaram questões relacionadas a etnias (cultura regional, folclore e arquitetura). A Feira de Ciência e Tecnologia organizada pela SEC buscou atender à proposta da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, feita pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, a partir do tema “Ciências no Brasil”. O encerramento, na sexta-feira (6), aconteceu com a exposição da Escola Fernando Cordier (Meio Ambiente e Poluição) e Escola Lúcia Oliveira (Trabalho/profissões).