Nota Oficial da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna para o Pimenta na Muqueca e o Jornal Sport News

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE ITABUNA

COORDENAÇÃO DE MARKETING

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Caros colegas da imprensa regional, especialmente aos colegas jornalistas dos sites/blogs Pimenta na Muqueca e Jornal Sport News,

Muito respeitosamente, a assessoria de imprensa da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna vem, por meio deste, encaminhar nota oficial em desaprovação ao conteúdo das publicações postadas nesta quarta-feira (16/12), no blog PIMENTA NA MUQUECA, intituladas “Dor, desespero e humilhação no Calixto Midlej” e “Juiz vai a Hospital determinar cirurgia em idoso”; e JORNAL SPORT NEWS, intitulada “Caos na saúde: Juiz vai pessoalmente a hospital e determina cirurgia em idoso com câncer”.

A Santa Casa de Misericórdia de Itabuna hoje, e como ao longo de seus 92 anos de existência, mantém-se à disposição para esclarecimentos e prestação de informações à imprensa sempre que solicitada. Desta forma, aproveitamos para reivindicar junto a estes blogs/sites o cumprimento do princípio mínimo da imparcialidade jornalística, a citar a necessidade de ouvir as partes envolvidas antes de qualquer veiculação, princípio que se faz ainda mais premente em caso de uma suposta denúncia como as publicações em questão.

Esperando que os devidos esclarecimentos estejam dispostos e haja uma nova apuração das informações publicadas por estes veículos junto às suas respectivas fontes, aproveitamos para solicitar espaço para publicação da referida nota que segue abaixo:

NOTA OFICIAL

Para que não prevaleçam as "informações" acima como sendo verídicas, bem como não se exponha uma instituição e dirigentes desta de forma caluniosa, sobre o caso em questão tenho a comentar que:

1 - O pacientes encontrava-se em tratamento no Hospital de Base a mais de 50 dias, até a data de hoje.

2 - A habilitação para realização de procedimentos em neurocirurgia, conferida pelo Sistema Único de Saúde é a mesma tanto para o HBLEM, quanto para a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, o que iguala as instituições quanto a capacidade técnica perante o sistema de saúde.

3 - A Santa Casa tomou ciência ontem (terça-feira – 15), de uma liminar que determinava a remoção do paciente Ailton José do Prado, do HBLEM para o HCMF, em 24 horas e determinando a Santa Casa a realização do procedimento cirúrgico no prazo máximo de 3 dias, a contar do recebimento do paciente, bem como determinou a Prefeitura Municipal de Itabuna, que, neste mesmo prazo, promova o custeio do material utilizado na intervenção cirúrgica caso este não seja ordinariamente coberto pelo SUS.

4 - O paciente chegou a Santa Casa no início da tarde de hoje, (16/12/09), transportado pelo SAMU, foi acolhido no PA enquanto era providenciado leito para o internamento. O internamento se deu já no final da tarde, no leito 3C da unidade João Otávio, o que descaracteriza qualquer intenção de abandono, quanto mais a efetiva ação como denunciado.

5 - A neurocirurgia foi acionada e estamos aguardando a avaliação para seguimento do tratamento e definição dos materiais necessários ao procedimento, se for o caso.

6 - Em contato com o paciente, Sr Ailton e familiares, não foi relatado qualquer constrangimento ou humilhação, como também não há nenhum registro de funcionários ou prepostos da administração que estejam agindo da forma como noticiado.

7 - Quanto à não cobertura do SUS para o procedimento neurocirúrgico, a questão não está no pós operatório, mas sim no custo dos materiais especiais utilizados nas cirurgias. Com frequência os materiais solicitados pela equipe médica não se encontram na relação de materiais pagos pela tabela SUS, o que gera um problema financeiro que deve ser tratado através do Gestor do SUS e não imposto ao prestador do serviço, no caso em questão à Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

8 – Após a avaliação do neurocirurgião, havendo necessidade de materiais especiais não compatíveis com os autorizados pelo SUS, notificaremos o solicitado ao Sr Prefeito Municipal de Itabuna para que este cumpra com o custeio determinado pela liminar, ou na forma do material ou na forma dos recursos financeiros para a aquisição.

9- A administração ou mesmo a provedoria da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna desconhece o comparecimento em caráter oficial do juiz Eros Cavalcante ou de qualquer outro magistrado a qualquer uma de nossas unidades hospitalares durante o dia desta quarta-feira (16/12).