sexta-feira, 16 de julho de 2010

Itabuna terá R$ 540 mil para o “Protejo no Território de Paz no Município de Itabuna”



Definir estratégias de implantação do projeto “Protejo no Território de Paz no Município de Itabuna”, localizado no Sul da Bahia. Foi com este objetivo que os integrantes do Gabinete de Gestão Integrada Municipal, responsável pelo apoio logístico e execução do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci) no município, participaram da primeira reunião ordinária do órgão ocorrida nesta quarta-feira (14).

Voltado à proteção de jovens em território vulnerável, o Protejo tem como público-alvo os adolescentes e jovens com idade entre 15 e 24 anos, expostos à violência doméstica e/ou urbana, em cumprimento de medidas sócio-educativas ou de penas alternativas, egressos do sistema prisional, em situação de rua.

O programa está sendo implementado através de convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), com repasse de recursos da ordem de R$ 539.394,00, além de uma contrapartida de R$ 5.394 do município. As ações estarão focadas na formação da cidadania desses jovens por meio de atividades culturais, esportivas e educacionais que visem resgatar sua auto-estima e permitir que eles disseminem uma cultura de paz em suas comunidades.
Mais cidadania

Coordenando a reunião, o prefeito Capitão Azevedo ressaltou a satisfação para o governo municipal de implantar o Ponasci em Itabuna, tendo em vista a sua importância diante do atual desafio imposto à cidade, que é o combate à violência. Destacando que a polícia e os demais órgãos vêm fazendo seu trabalho, Azevedo disse que é necessário que todos envolvidos no Protejo não vejam a sua participação no projeto como motivo de vaidade, mas sim como oportunidade de promover mais cidade para a juventude.

“Neste sentido, precisamos abraçar com carinho essa causa para fazermos a diferença diante da realidade de violência que muito nos entristece”, afirmou o prefeito. Na sequência, a coordenadora responsável pela execução do Pronasci em Itabuna, Luísa Aragão Padilha Leal, apresentou os objetivos e metas do Protejo para o município.

Dentre as autoridades presentes na reunião, o inspetor da Polícia Federal Marcos Vinicius Silveira ressaltou que o trabalho visa trazer mais segurança para o município de Itabuna, tirando os jovens em situação de risco das ruas, dando mais condições de vida em segurança para a comunidade e, consequentemente, fazendo uma Itabuna melhor para todos.

O promotor da Infância e Juventude, Alan Santos Góes, disse que o Pronasci, revelou que a expectativa da Promotoria Pública é excelente, tendo em vista que o programa irá proteger jovens de 15 a 24 anos, tanto aqueles que cometeram crime quanto aqueles que são moradores de ruas e estão nas ruas.

“Para estes jovens, durante 12 meses, será assegurado atendimento para que eles sejam reinseridos em uma vida saudável em comunidade com envolvimento da família e da sociedade de Itabuna”, afirmou o promotor. Para Luíza Padilha a primeira reunião ordinária foi muito produtiva e os resultados são promissores porque este é um início da articulação de todos os membros natos que são órgãos de segurança pública e os órgãos de prevenção do município
“É preciso sintetizar os dados e diagnósticos da cada entidade para planejar e priorizar as ações que serão executadas para a prevenção e combate a violência no município de Itabuna”, disse. Luísa salientou que o próximo passo é analisar e fazer um diagnóstico com todas as informações destes órgãos, para que seja definido foco de atuação de cada um no programa.

AVISOS

DESTAQUE

A Secretaria Municipal de Segurança, Transporte e Trânsito –Sesttran – realizou durante o dia de quarta-feira (08) uma operação de fisc...

LINKS ÚTEIS

SERVIDOR

IDENTIFIQUE-SE
Usuário:
Senha: