Itabuna quer suas ruas com seu próprio Endereçamento Postal

Todas as ruas de Itabuna deverão ter seu próprio Código de Endereçamento Postal (CEP) num prazo médio de seis meses. Pelo menos é o que prevê a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT), que pediu o apoio à Prefeitura para o inicio do processo.
O assunto foi discutido na manhã de sexta-feira (5) entre o gerente do Centro de Distribuição dos Correios, Reicharles Morais dos Santos e os secretários de Administração, Gilson Nascimento e de Ações Governamentais e Comunicação Social, Ramiro Aquino. Também participaram do encontro o carteiro Jilvan Lima Soares e o presidente da Associação Clube dos Amigos do bairro Jorge Amado, Marcelo Batista Junior, que prometeu apoio, se necessário.
À Prefeitura caberá fornecer decretos que nomeiam as ruas, o mapa atualizado da cidade e a relação de todas as ruas, das antigas às recém abertas. Gilson Nascimento garantiu todo o apoio necessário, inclusive com a participação das secretarias de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente e de Ações Governamentais para o levantamento dos dados solicitados pelos Correios e a maior agilização do processo.
Segundo o gerente dos Correios, apenas 38% das ruas de Itabuna têm CEP, o que dificulta o atendimento postal na cidade. “Infelizmente muitas ruas em vários bairros de Itabuna não são atendidas pelos serviços dos Correios porque um carteiro não consegue chegar à rua sem o código de endereçamento porque oficialmente ela não existe e por lei, ele também não é obrigado a fazer a entrega de correspondência”, justificou.
Entre os bairros sem CEP estão o Jorge Amado, Sinval Palmeira, Urbis IV, Nova Itabuna e Rua de Palha, segundo o presidente da associação, Marcelo Batista.