Prefeito inicia negociações com mototaxistas

O prefeito Azevedo recebeu hoje, 17, em seu gabinete, um grupo de representantes das centrais de mototaxis, que apresentaram uma agenda de negociação com o governo municipal visando a regularização do serviço no município.
Ele autorizou ao secretário de Transporte e Trânsito, Wesley Melo para que analise o documento e ao mesmo tempo inicie um amplo debate da proposta com a participação do Ministério Público, sociedade civil organizada, taxistas e empresários de transportes coletivos.
A ideia, segundo o prefeito, é estabelecer um diálogo amplo e transparente, sem necessidade de mobilizações, uma vez que a Prefeitura de Itabuna sempre esteve aberta à população e aos representantes dos diversos segmentos sociais.
Azevedo também determinou ao secretário Wesley Melo para que apurasse a denúncia dos representantes dos Mototaxis de que um fiscal da Settran teria ameaçado fechar centrais de mototáxi, e mais, para que o secretário dê continuidade a proposta do governo em discutir a viabilidade de regulamentação do setor, mantendo, desta forma, um canal permanente de diálogo com a centrais de mototaxi, mototaxistas, motoboys e motofretistas.
O porta-voz do grupo de mototaxistas, Samuel França explicou que a mobilização foi organizada no sentido de abrir um canal de negociação com o governo municipal para a regularização da profissão e normatizar o funcionamento das centrais, o que significaria maior arrecadação para o município com pagamento de alvarás e taxas diversas, inclusive de vistoria dos veículos.
Outra proposta, segundo ele, seria a de definir o número de mototaxistas numa proporção de um para cada 150 mil habitantes, o que possibilitaria habilitar 1,5 mil profissionais, ou seja 500 a menos que o numero de pessoas operando atualmente no segmento. O novo sistema prevê o uso de veículos padronizados e facilitaria uma efetiva fiscalização dos profissionais atuando na prestação do serviço.
O presidente do Sindicato dos Mototaxistas e Motoboys, Lomanto Lacerda explicou que a entidade já vem amadurecendo e negociando diretamente com a Settran uma proposta de regulamentação do setor.
Para ele, uma discussão a ser ampliada é com relação à centrais de motataxi, que têm um custo anual de R$ 1,5 mil para os mototaxistas, que contribuem com uma taxa de R$ 4 por dia para a sua manutenção e, em muitos casos, trabalham em locais inadequados.
Fonte: Site Oficial Prefeitura de Itabuna