Prosem apresentou diagnóstico de violência e criminalidade em Itabuna


De acordo com o presidente do Instituto Prosem, Marcos Vinícius de Oliveira Júnior, durante um ano de diagnóstico, com o apoio de uma equipe multidisciplinar formada por estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), foram realizadas diversas pesquisas na cidade e utilizadas as seguintes fontes: Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-Ba); 6ª Coordenadoria de Polícia do interior da Bahia; Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).
Segundo resultados técnicos do estudo, coordenado pelo geógrafo Alan Azevedo Pereira, as transformações urbanas influenciaram consideravelmente no aumento da criminalidade. Em outros aspectos, o estudo mostrou que foi verificado um aumento do número de homicídios desde 2000, e em outra instância foi verificada a localização estratégica de Itabuna, que interliga rodovias estaduais, facilitando a entrada de armas de fogo e a sua distribuição para outras localidades.
A partir do diagnóstico será montado um plano de ação para a aplicação de atitudes capazes de coibir o aumento da violência e, até mesmo estancar, se possível, alguns os crimes violentos, em alguns casos, com prevenção e políticas públicas. Em uma próxima reunião, que ainda será agendado, serão apresentados os dados mais sucintos dos crimes e violência, principalmente de homicídios, que tem mais relevância na segurança pública.
No entanto, para a obtenção do êxito no trabalho de combate a violência na cidade, o presidente do Prosem Marcos Vinícius declarou que é necessária a participação da sociedade em conjunto com as instituições no âmbito municipal, estadual e federal.


Fonte: DCS/PMI Texto: Viviane Cabral – Fotos: Vinicius Borges – 26/12/11